Serviço de Leitura de Sábado

Self-Realization Fellowship

CENTRO DO RIO DE JANEIRO

 

 

LEITURAS PARA SERVIÇOS
ENSINAMENTOS DE PARAMAHANSA YOGANANDA

 

FAÇA AMIZADE COM DEUS
GET ACQUAINTED WITH GOD

 

Volume II/12

Rio de Janeiro, 13 de abril de 2019

 

AFIRMAÇÃO

Ó Espírito, ensina-me a orar com profunda concentração e a impregnar de devoção a meditação científica. Que meu coração se torne cada dia mais puro pela entrega total de meu amor a Ti.

(Sussurros da Eternidade)

 

PASSAGEM DA BÍBLIA – EVANGELHO DE SÃO MATEUS

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu nome; venha a nós o Teu reino, faça-se a Tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje; perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal pois Teu é o reino, o poder e a glória, para sempre. Amém!

(6:9-13)

 

Comentário da Bíblia por Paramahansa Yogananda

Pai celestial, Mãe, Amigo, Amado Deus! Que a pronúncia incessante e silenciosa de Teu sagrado nome nos converta à Tua semelhança.

Inspira-nos, para que o culto à matéria se transforme em adoração a Ti. Que Teu reino perfeito venha à Terra pela pureza de nosso coração, e que todas as nações se libertem do sofrimento. Que a liberdade interior da alma se manifeste exteriormente.

Que a vontade se fortaleça na luta contra os desejos mundanos e se sintonize, por fim, com Tua vontade perfeita.

Dá-nos o pão de cada dia: alimento, saúde e prosperidade para o corpo, eficiência para a mente e, acima de tudo, Teu amor e sabedoria para a alma.

Diz Tua lei que “com a mesma medida que medires serás medido”[1]. Que perdoemos os que nos ofendem, sempre atentos à nossa própria necessidade de Tua imerecida misericórdia.

Não nos abandones no fosso de tentações em que caímos pelo mau uso do dom da razão, que nos concedeste. E, se queres nos pôr à prova, ó Espírito, que possamos perceber que és mais encantador do que qualquer tentação terrena.

Ajuda a nos livrar dos tenebrosos laços do único mal: ignorar-Te.

Porque Teu é o reino, o poder e a glória, para sempre. Amém. (Sussurros da Eternidade)

 

PASSAGEM DO BHAGAVAD-GITA

No capítulo 18 do Bhagavad Gita encontramos esta linda passagem, que ensina a conhecer Deus:

Aprende comigo, ó filho de Kunti, isto também: como aquele que, atingindo a paz perfeita, alcança Brahma, o supremo, o mais elevado de todos!

Dedicado – com um coração que cresceu em pureza; comedido em magnificente autocontrole; indiferente às melodiosas artimanhas dos sentidos; liberto do amor e do ódio; habitando solitárias paragens; de dieta frugal; com corpo, palavra e vontade submissos; sempre dedicado à meditação sagrada; livre das paixões; isento de ego, arrogância, impaciência, raiva e orgulho; livre das influências do ambiente; calmo; independente – tal ser cresce em unidade com Brahma; tal ser, crescendo em união com Brahma, sereno, não sofre mais, não deseja mais. Sua alma, amando por igual a tudo que vive, também ama a Mim, que tudo criei, e Me alcança.

Com esse mesmo amor e veneração, ele me conhece exatamente como sou. E de que modo elevado, maravilhoso e conhecedor, entra diretamente em mim! E tudo que faz – fixo em mim, como seu refúgio – o faz ganhar para todo o sempre, pela minha graça, o Repouso Eterno!

Assim vencerás! Em teus pensamentos, dedica a Mim tudo que fazes! Renuncia a tudo por Mim! Sacrifica coração, mente e vontade a Mim! Vive confiante em Mim! Com fé em Mim, todos os perigos vencerás, com a Minha graça; mas, confiando apenas em ti e não em Mim, só te restará perecer! Se hoje disseres, confiando apenas em ti: “Não lutarei”, vão será este propósito, pois tua natureza te incitará à luta. Tudo que evitares fazer, guiado por vã ilusão, terás que fazer contra tua própria vontade, forçado pelos impulsos de tua natureza.

Um Mestre existe nos corações humanos que, manipulando suaves cordões, faz com que ajam e se movimentem em sintonia com a vontade divina. Com toda tua alma, confia Nele, e aceita-O como teu socorro, Príncipe! Assim – e só assim, Arjuna! – alcançarás – pela graça de Deus – o repouso supremo, o Lugar Eterno!

Assim se abriu a ti esta Verdade das verdades, o mistério mais oculto que o mais secreto dos mistérios. Medita! E, então, age – como quiseres!

Mais uma vez, ouve minha última palavra, meu significado máximo. Precioso és para mim; muito bem-amado!

Escuta! Digo isto para teu consolo. Dá-me teu coração! Adora-me! Serve-me! Apega-te a Mim, com fé, amor e reverência! Assim chegarás a Mim! Prometo que esta é a verdade, pois és doce para Mim!

E abandona rituais e deveres prescritos! Voa para Mim apenas! Faze de Mim teu único refúgio! Libertarei tua alma de todos os pecados! Manifesta alegria, sempre!

A Canção Celestial – Livro XVIII
(Tradução em inglês de Sir Edwin Arnold)

 

* * *

 

OS TRÊS EREMITAS

(Leon Tolstoi; resumo de Nicolas Roerich)

Numa ilha viviam três velhos eremitas. Eram tão simples que usavam apenas esta oração: “Nós somos três, Tu és três – tem piedade de nós.” Grandes milagres se manifestavam durante a ingênua prece.

O bispo da região soube da existência dos três eremitas e da sua inadmissível oração, e decidiu visitá-los para lhes ensinar as invocações canônicas. Chegou à ilha, disse aos eremitas que aquela petição aos céus era indigna e ensinou muitas das orações habituais. Depois foi embora de barco. Seguindo o barco, viu uma luz radiante. À medida que a luz se aproximava, distinguiu os três eremitas, de mãos dadas, correndo sobre as ondas, no esforço de alcançar o barco.

– Esquecemos as preces que nos ensinou – gritaram, quando alcançaram o bispo – e corremos para pedir que nos ensine de novo. – O bispo, assombrado, sacudiu a cabeça.

– Meus queridos – respondeu, humildemente – continuem a viver com a antiga oração.

(Autobiografia de um Iogue)

 

* * *

 

POR QUE PARECES TÃO DISTANTE?

Ó Pai Celestial, Tu estás dentro de minhas preces; por que pareces tão distante?

Indícios de Tua presença vibram em meus sentimentos, e vislumbres Teus fulguram em meus pensamentos sagrados. No entanto, pareces estar longe.

Remove o véu entre nós; vem Espírito, vem! Anseio conhecer-Te e ouvir Tua voz. Quando oro a Ti, quero saber que estás ouvindo. Mostra o caminho para eu Te alcançar!

(Sussurros da Eternidade)

 

* * *

 

FAÇA AMIZADE COM DEUS
Paramahansa Yogananda

(Trechos do livreto Como Falar com Deus)

Será Deus pessoal ou impessoal? Muitas pessoas não gostam de pensar no Senhor como pessoal, pois acham que um conceito antropomórfico é limitador. Consideram Deus o Espírito Impessoal, Todo Poderoso; a Força Inteligente responsável pelo universo.

Mas, se nosso Criador é impessoal, como pode ter criado seres humanos? Nós somos pessoais; temos individualidade. Pensamos, sentimos, queremos; e Deus nos deu não só o poder de apreciar as idéias e sentimentos dos outros, como também de responder a eles. Certamente que não faltaria ao Senhor o espírito de reciprocidade que anima Suas criaturas! Quando permitimos, o Pai Celestial pode e quer estabelecer um relacionamento pessoal com cada um de nós.

Considerando o aspecto impessoal de Deus, temos a impressão de um Ser Remoto, que apenas recebe as preces-pensamentos que oferecemos, sem respondê-las; o Ser que sabe de tudo e que, no entanto, mantém cruel silêncio. Mas esse é um erro filosófico, porque Deus é tudo: pessoal e impessoal. Ele criou pessoas, seres humanos, e não poderia ser totalmente impessoal.

Pensar que Deus pode assumir uma forma humana, vir até nós e falar conosco satisfaz uma profunda necessidade do coração. Por que então Ele não faz isso para todos? Muitos santos ouviram a voz divina; por que você também não pode ouvi-la? “Tu, ó Senhor, és invisível, impessoal, desconhecido e impenetrável; entretanto, acredito que, pelo poder de minha devoção, podes ser ‘condensado’ em uma forma.” Deus pode ser persuadido a assumir uma forma pessoal por meio da devoção intensa. Você, assim como São Francisco de Assis e outros grandes seres, pode ver o corpo vivo de Cristo, se orar com fervor suficiente. Jesus foi uma manifestação pessoal de Deus. Aquele que conhece Brahma (Deus) é o próprio Brahma. E Cristo disse: “Eu e meu Pai somos um”.(João 10:30). Swami Shankara também afirmou: “Eu sou Espírito” e “Tu és Isso”. Muitos grandes profetas nos dão a palavra de que todos os homens são feitos à imagem da Divindade.

Eu recebo de Deus grande parte de meus conhecimentos, e não dos livros. Raramente leio; prefiro falar do que percebo diretamente. Por isso falo com a autoridade de minha percepção direta da Verdade. A opinião do mundo inteiro pode contestá-la, mas a autoridade da percepção direta será aceita, mais cedo ou mais tarde.

Deus “fala” por meio da vibração

Deus realmente aparece para nós em forma física. Ele é mais pessoal do que se pode imaginar; é tão real e verdadeiro quanto você. É disso que quero falar hoje. O Senhor está sempre nos respondendo. A vibração de Seu pensamento é emitida constantemente, o que requer energia, e essa energia se manifesta como som. Trata-se de um ponto muito importante. Deus é consciência, Deus é energia. “Falar” significa vibrar. Na vibração da energia cósmica divina, Ele fala, o tempo todo. Tornou-se a Mãe da criação, que se materializa em sólidos, líquidos, fogo, ar e éter.

A Mãe invisível se expressa, continuamente, em termos de formas visíveis – nas flores, montanhas, oceanos e estrelas. O que é matéria? Nada além de uma freqüência vibratória específica de energia cósmica divina. Nenhuma forma no universo é realmente sólida; o que parece ser sólido é apenas a vibração compacta ou densa da energia de Deus. O Senhor está falando conosco por meio das vibrações. Mas a questão é: como podemos nos comunicar diretamente com Ele? Essa é a façanha mais difícil de todas: falar com Deus.

Se você falar com uma montanha, não obterá resposta. Fale com as flores, como fazia Luther Burbank, e poderá sentir alguma reação. E, logicamente, podemos falar com outras pessoas. Será Deus menos suscetível do que flores e seres humanos, permitindo que continuemos a falar-Lhe, sem nunca responder? É o que parece, não é? O problema não está em Deus, mas em nós. Nosso sistema telefônico intuitivo está com defeito. Deus nos chama e fala conosco, mas não O ouvimos. Os santos, porém, O ouvem.

A vibração cósmica “fala” todos os idiomas

Sempre que um mestre que eu conheço orava, a voz da resposta divina parecia vir do céu. Deus não precisa de uma garganta para falar. Se você orar com fervor suficiente, as vibrações da prece trarão imediatamente uma resposta vibratória, que se manifestará no idioma que você estiver acostumado a ouvir. Se está orando em alemão, ouve a resposta nesse idioma; se estiver orando em inglês, ouvirá a resposta em inglês.

As vibrações dos diferentes idiomas se originam da vibração cósmica. Deus, sendo vibração cósmica, conhece todas as línguas. O que é um idioma? É uma determinada vibração. O que é vibração? É uma determinada energia. E o que é energia? É um determinado pensamento.

Embora Deus ouça todas as nossas preces, nem sempre responde. Nossa situação é como a de uma criança que chama pela mãe, mas esta não considera necessário atender. Ela lhe dá um brinquedo para mantê-la quieta. Quando, porém, a criança se recusa a se deixar consolar por qualquer outra coisa que não seja a presença da mãe, então esta virá. Se você quer conhecer Deus, tem que ser como a criança teimosa que chora até a mãe atender.

Se tomar a decisão de que nunca vai parar de chorar por Ela, a Mãe Divina falará com você. Por mais ocupada que esteja com as tarefas domésticas da criação, se você persistir no choro, Ela será obrigada a responder. As escrituras hindus dizem que, se um devoto falar com Deus com intensa devoção, durante um dia e uma noite, sem um momento de interrupção, Ele responderá. Mas pouquíssimos o farão! Todos os dias, você tem “compromissos importantes” – o “demônio” que o mantém longe de Deus. O Senhor não virá, se você fizer apenas uma pequena oração e logo começar a pensar em outra coisa, ou se orar assim: “Pai Celestial, estou Te chamando, mas estou caindo de sono. Amém.”

São Paulo disse: “Orai sem cessar.”[2] O paciente Jó mantinha longas conversas com Deus, dizendo: “Escuta-me, pois, e eu falarei; eu Te perguntarei e Tu ensina-me. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora Te vêem os meus olhos.”[3]

Quando um namorado faz protestos mecânicos de seu amor, sua bem-amada sabe que as palavras não são sinceras: ela “ouve” o que realmente vai pelo coração dele. Da mesma forma, quando os devotos oram a Deus, Ele sabe se aqueles corações e mentes estão vazios de devoção ou se os pensamentos voam para todos os lados. Deus não responde a chamados feitos com indiferença. Porém aos devotos que oram e falam com Ele, dia e noite, com suprema intensidade, Ele aparece. E a estes devotos, Deus vem sem falhar.

Não se contente com menos do que o melhor

Não perca tempo buscando coisas pequenas. Naturalmente, é mais fácil obter de Deus outras dádivas do que a suprema dádiva de Si mesmo. Mas não se contente com menos do que o melhor. Quando recebo as dádivas divinas, não me interesso por elas, a não ser pelo fato de que, por trás de tudo, vejo Ele, que é o Doador. Por que razão todos os meus desejos se materializam? Porque vou ao âmago; vou diretamente a Deus. Em todos os aspectos da criação, eu O vejo. Ele é nosso Pai, é o mais íntimo dos íntimos; o mais amado dos amados; é mais real do que qualquer outra pessoa. É cognoscível e incognoscível.

Deus clama por você, desejando que retorne a Ele. É nosso direito hereditário. Um dia, você terá que deixar a Terra, pois aqui não é seu lar. A vida terrena é apenas uma escola, na qual Deus nos colocou para ver como nos comportamos; é só isso. Antes de Se revelar, Ele quer saber se desejamos a glória de fantasia da Terra ou se adquirimos suficiente sabedoria para dizer: “Já não quero mais nada disso, Senhor, quero falar apenas Contigo. Sei que és tudo que realmente possuo. Permanecerás comigo quando todos os outros tiverem partido.”

Você deve tirar da mente qualquer dúvida quanto à resposta divina. A maioria das pessoas não obtém resposta por causa de sua descrença. Se você está absolutamente determinado a obter alguma coisa, nada pode impedi-lo. É quando você desiste que lança um veredicto contra si mesmo. O homem bem-sucedido não conhece a palavra “impossível”.

A fé é o ilimitado poder divino em você. Deus sabe, por meio de Sua consciência, que criou tudo; assim, ter fé significa saber e ter convicção de que somos feitos à imagem de Deus. Quando estamos em sintonia com a consciência divina em nós, podemos criar mundos. Lembre-se, na vontade está o invencível poder de Deus. Quando surgir uma série de dificuldades e, apesar de tudo, você se recusar a desistir; quando a mente estiver firmemente determinada, então verá que Deus responde.

Persuadir Deus a Se revelar, requer um fervor constante e persistente. Ninguém pode ensinar isso, você é que deve desenvolvê-lo. “Pode-se levar um cavalo à fonte, mas não se pode obrigá-lo a beber”. No entanto, quando o cavalo está com sede, procura ardentemente a água. Assim, quando você tiver uma sede imensa por Deus, quando não der importância a mais nada – nem aos testes do mundo, nem aos testes do corpo – então Ele virá. Lembre-se, quando o chamado de seu coração for intenso, quando você não aceitar nenhuma desculpa, Deus virá.

[1] Lucas 6:38

[2] I Tessalonicenses 5:17

[3] Jô 42:4-5

 

* * * * * *

Trechos da Bíblia: Versão de João Ferreira de Almeida
Trechos da Autobiografia de um Iogue: Tradução oficial                    Rio de Janeiro – Cópia 2004/05/08\11/14/17

 

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
O material Self-Realization Fellowship Readings(Leituras para serviços da Self-Realization Fellowship) foi selecionado de publicações da SRF, com reserva de direitos autorais da Self-Realization Fellowship. Este material não pode ser traduzido para nenhum outro idioma, reproduzido sob qualquer forma ou distribuído, sem autorização da Self-Realization Fellowship, 3880 San Rafael Avenue, Los Angeles, Califórnia 90065, EUA.

Observação: esta é uma tradução não-oficial. Não foi revista nem aprovada pela Sede Central.